Confira essas novidades:

NÃO QUEREM QUE VOCÊ SAIBA, MAS ISTO É O QUE O FLÚOR FAZ COM O SEU CÉREBRO!

Postado por , no dia 01 de janeiro de 2017 em Sem categoria
cerebro_-_fluor

Modo de Preparo

O jornal americano The Lancet, uma das mais importantes publicações sobre saúde do mundo, publicou um estudo que classifica o flúor como uma neurotoxina perigosa.

Sabe o que isso significa?

Que, segundo o estudo, a toxidade do flúor está no mesmo nível de substâncias como arsênio, mercúrio e chumbo.

Para realizarem este estudo, o dr. Philip Landrigan, da Escola de Medicina Monte Sinai, em Nova Iorque, e o dr. Philippe Grandjean, da Escola Pública de Saúde de Harvard, em Boston, analisaram pessoas de regiões que consomem flúor devido à fluoretação da água, como ocorre no Brasil.

E eles concluíram que o flúor danifica o cérebro e pode causar diversas incapacidades neurológicas, incluindo falta de atenção, hiperatividade, autismo, dislexia, entre outros.

O estudo revelou também que o QI das pessoas pode também ser afetado, descendo sensivelmente 7 pontos do valor original.

Os investigadores focaram a análise em crianças e em mulheres grávidas e concluíram que as fases de maior vulnerabilidade são o período de gestação, a infância e a adolescência.

Mas não é só nas crianças que o flúor é tóxico.

Nos adultos também, chegando a afetar o sistema nervoso central.

Ah, mas disseram a você que o flúor é excelente para os dentes?

Além do estudo publicado em The Lancet (ver link* no fim), você devia ler o livro The Fluoride Deception, de Christopher Bryson.

Neste livro, o autor mostra que o flúor usado em nossa água e nos cremes dentais é altamente nocivo à saúde.

Segundo Bryson, o flúor é um elemento usado em armas nucleares e a história de que ele é útil no combate à carie não passou de uma estratégia da indústria e do governo dos Estados Unidos para evitar processos na Justiça de pessoas que trabalham ou moram ao redor das fábricas que produzem essa substância.

Bryson corrobora sua tese mostrando que o uso de flúor é proibido em todos os países da Europa, à exceção da Irlanda, e que, se ele não causasse males, não haveria motivos para essa proibição.

O livro The Fluoride Decepcion virou um documentário.

Esse documentário exibe casos de cientistas cuja carreira foi destruída porque eles ousaram ao mostrar, com base em pesquisas, a destruição que o flúor pode causar em nossa saúde.

Por tudo isso, em vários países já existe um movimento para o fim da fluoretação da água.

É o caso dos Estados Unidos, onde recentemente 600 dentistas, médicos e cientistas entregaram ao Congresso desse país um relatório que pede o fim do uso de flúor na água.

Um dos que assinaram o relatório é o Dr. Arvid Carlsson, laureado pelo Nobel da Medicina no ano 2000, para o qual  “a fluoretação é contra todos os princípios modernos da farmacologia, completamente obsoleta”.

Segundo pesquisas, alguns dos efeitos do flúor no nosso corpo podem ser:

-aumento do risco de fracturas ósseas;

-redução drástica do funcionamento da tireoide;

-redução do desenvolvimento do QI;

– causa de artrite e doenças semelhantes, como fluorose dental;

-desenvolvimento de câncer ósseo (osteossarcoma)

Assista agora a um vídeo, dublado em português, baseado no livro The Fluoride Decepcion e saiba com riqueza de detalhes toda a história do flúor e os males que ele pode causar:

Depois, veja como eliminar o flúor da água que você bebe e como fazer uma pasta dental totalmente natural e livre desta venenosa substância.

COMO ELIMINAR O FLÚOR DA ÁGUA

Cientistas da Universidade de Rajasthan descobriram que o manjericão-santo (Ocimum tenuiflorum) pode substituir algumas das alternativas mais caras para a remoção de flúor da água.

Os investigadores conduziram o experimento, em uma aldeia de Narketpally, imergindo 75 mg de folhas de manjericão-santo em 100mL de água que tinha mais de 7 partes de flúor por milhão de água.

Após a imersão das folhas em água durante apenas 8 horas, o flúor foi reduzido para apenas 1,1 parte por milhão.

A Organização Mundial de Saúde diz que os níveis “seguros” de flúor na água não são mais do que uma parte por milhão.

Então, faça o seguinte:

1. Filtre 2 litros de água.

2. Coloque a água em uma jarra de vidro

3. Acrescente a essa água um punhado folhas de manjericão-santo (devidamente hogienizadas, claro).

4. Espere no mínimo oito horas para consumir.

PASTA DENTAL LIVRE DE FLÚOR

É bem simples.

Corte um pedacinho pequeno da folha de babosa e raspe o gel com uma colher.

Depois,  coloque um pouco na escova de dentes.

Faça a escovação normalmente.

Faz uma espuminha bem agradável e não tem amargo nenhum.

Retire com água (sem flúor).

Esta pasta também pode ser utilizada em dentes sensíveis e é ótima para tratar sangramento nas gengivas.

*Para ler a pesquisa publicada em The Lancet, clique AQUI.

 

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

 

 

 

Se você quiser saber realmente como emagrecer na prática faça como nossos visitantes que estão vendo ESTE FANTÁSTICO VÍDEO DO DR MAURICIO, clique aqui para Assisti


Ingredientes
  • ...
Imprimir ou Salvar
Esta Receita
Envie pelo
Whatsapp
Receitas Sugeridas
Comente nesta receita

Busca

Novidades

Área de Assinantes

Meu Livro de Receitas
Faça o seu login abaixo para listar suas receitas

Esqueci minha senha
Quero me registrar